You are currently viewing Público alvo ou avatar, qual é a diferença?

Público alvo ou avatar, qual é a diferença?

Você sabe o que é público alvo? E avatar, você já ouviu falar? Descubra agora como separar o seu ‘cliente ideal’ do meio do seu público.

Todo mundo já se perguntou alguma vez porque algumas empresas têm tantos clientes enquanto outras patinam no mesmo lugar sem ter crescimento ou até chegam a fechar as portas? Parte disso se dá pelo relacionamento que elas constroem com os seus clientes e simpatizantes da sua marca.

Como assim relacionamento? Sim, empresas constroem relacionamentos com pessoas para se tornarem fãs da sua marca e possivelmente clientes.
Mas o problema está exatamente em como descobrir qual tipo de pessoa pode ser o meu cliente.

PÚBLICO ALVO

Nem todo mundo compra qualquer produto ou precisa de qualquer serviço.

Imagina se eu sou um encanador e quero oferecer meus serviços para jovens fãs de videogames. Ou ainda, se eu vendo maquiagens e ofereço meus produtos para homens que são fãs de automóveis. Isso no mínimo pareceria estranho para cada público que citamos. A esse processo de escolher pessoas apropriadas ao nosso tipo de negócio dá-se o nome de “público alvo”.

Bem, para descobrir o público alvo de uma empresa, em primeiro lugar deve-se perguntar a qual nicho ela pertence.

NICHO

Nichos são os segmentos de mercados nos quais as empresas atuam.

Por exemplo, a Revista Exame tem o mesmo público alvo que a Revista País e Filho (isso tecnicamente), que são leitores de revistas. Porém, uma atua no nicho econômico e a outra no nicho de psicologia infantil ou maternidade, correto?

A Revista Exame possui leitores que gostam de saber sobre economia, finanças, investimentos e bolsa de valores, enquanto que a Revista Pais e Filhos têm leitores que querem saber sobre gravidez, cuidados com o bebê, primeiros anos etc. Então, acabamos de ver que dois modelos de negócios iguais, com o mesmo público alvo, têm nichos de mercados diferentes.

Isso nos dá a oportunidade de afunilar o público alvo de cada uma dessas empresas para encontrar o seu avatar ou persona, que são os modelos de clientes ideais. Vamos ver como isso funciona?

SEPARANDO O SEU CIENTE IDEAL

A Revista Exame tem como público alvo leitores específicos que gostam de se informar sobre economia, finanças e investimentos. 

Eles são homens de 35 a 50 anos, normalmente empresários, casados, possuem filhos no colegial ou faculdade e viajam pelo menos uma vez por ano.

Já a Revista País e Filhos tem como público específico leitores que gostam de se informar sobre psicologia infantil, gravidez, primeiros anos da infância e assuntos relacionados aos comportamentos infantis em geral como dicas de alimentação infantil, moda, escolas, relacionamentos com os amigos etc.

São mulheres que querem engravidar ou estão no período de gestação ou que possuem filhos em idades de 0 a 7 anos, têm maridos que trabalham fora, e suas rotinas normalmente é cuidar da casa e das crianças.

Você percebe como vai afunilando a pesquisa?

AVATAR

Por fim, a partir dessa última pesquisa eu tiro o avatar, que vai ser o cliente ideal da minha empresa.

O avatar da Revista Exame é o Pedro, empresário de 35 anos, faz investimentos do tipo conservador no tesouro direto, acompanha a bolsa de valores, viajou para os Estados Unidos no ano passado e fez uma assinatura bienal da revista em Janeiro de 2015.

Ainda caberia aqui dizer que sai com a esposa para jantar nas sextas-feiras e leva a família para a praia ou picnic nos finais de semana.

Quanto mais informações eu tiver do meu avatar, maior será a chance de eu fazer um conteúdo voltado para agradar a ele.

Seguindo com o avatar da Revista País e Filhos.

O avatar da Revista País e Filhos é a Ana, ela tem 21 anos e adora crianças, tem uma filinha de 2 anos, a Sofia, trabalhava como professora do Jardim 2 mas resolveu sair para dedicar-se integralmente à Sofia.

É fã da Revista País e Filhos e fez uma assinatura anual em julho de 2016. Ana quer levar a Sofia para Disney quando ela completar 12 anos.

Aqui também caberiam alguns complementos como: É formada em pedagogia, seu marido trabalha em uma empresa como administrador, frequenta o Aquapark aos domingos, seus planos a curto prazo e comprar um apartamento financiado para sair do aluguel.

Sabe, são dados aleatórios, porém muito importantes.

Essas informações serão adquiridas por meio de pesquisas relacionadas às próprias revistas tais como, as colunas dos leitores, os blogues dessas revistas, suas redes sociais, pesquisas nos mecanismos de buscas como Google, Bing e Yahoo dentre outros.

É meio trabalho de formiguinha, mas com o tempo pegamos a prática. Basta fazer a primeira vez que o resultado aparecerá como mágica.

Com essas informações em mãos você será capaz de se comunicar de forma mais assertiva com os seus clientes e construir relacionamentos com pessoas que passarão a amar a sua marca e até defendê-la em público se possível.

Ao saber quem é o seu avatar você direciona suas atenções para ele com menos esforços e menor custo com publicidade, pois já sabe com quem vai falar e não fica atirando para todos os lados.

Isso também faz com que essas pessoas prestem mais atenção no que você diz nas mídias, pois parece que você está falando diretamente com elas.
Você vai gerar empatia e começar os primeiros passos para o relacionamento com elas, principalmente se você estiver mostrando uma maneira de resolver os problemas delas com os seus produtos ou serviços.

Enfim, agora que você já sabe como encontrar pessoas certas para o seu negócio é hora de botar em prática o que aprendeu aqui.
Se tiver dificuldades para extrair o seu avatar e precisar de ajuda é só falar ; ) Nós da Capadócia Design estamos aqui para te ajudar.

Muito sucesso e até a próxima!

Se gostou deste conteúdo, compartilhe com os amigos.

Paulo Lino

Bacharel em Filosofia, pós-graduado em Publicidade, Designer, Artista Plástico e professor de Artes.

Deixe um comentário